14/07/2018

[Report] GWYDION apresentam "Thirteen" no RCA Club, com Bleeding Display, Dogma e Beyond Carnage


Sábado passado, 7 de Julho, foi dia de matar saudades de Gwydion e ouvir a apresentação do seu novo álbum “Thirteen”. 
Para ajudar nesta festa contamos também com a presença dos Beyond Carnage, Dogma e Bleeding Display.

Por volta das 21:30h os lisboetas Beyond Carnage subiram ao palco para partilhar connosco o seu death metal old school. Apesar de ainda estar muita gente a chegar a banda conseguiu motivar o público que se despediu visivelmente satisfeito.

Dogma foi a banda que se seguiu com o seu gothic/doom metal cantado em português. Com fortes melodias, acompanhadas das vozes de Gonçalo Nascimento e Isabel Cristina, encantaram assim o público que se rendeu totalmente aquando da cover de Gwydion, 'Time Vortex'. 


Bleeding Display tomaram o palco de assalto na pessoa de Sergio Afonso caracterizado a rigor com o corpo ensanguentado e machado na mão. 
Debitando o seu de death metal/grindcore sem dó nem piedade, a banda fez mexer a sala já bem composta iniciando-se assim o mosh.
Tivemos ainda como bónus a participação de Inês Freitas (vocalista de Burn Damage) em “Remains to be Seen”, também ela caracterizada a rigor.
Uma conclusão intensa da introdução para a banda tão fortemente aguardada, Gwydion.


Os “vikings” subiram ao palco aclamados fortemente pelo público abrindo as hostilidades com a intro do novo álbum, 'Heathen' e '793'. No início de 'Bålverk Warfare' a banda teve um pequeno contratempo técnico, mas devido ao à-vontade e capacidade de improvisação conseguiu distrair o público de forma bem-disposta até ao problema ficar resolvido.
Ouvimos ainda do novo álbum 'Strenght Remains', 'Allah's Tágides' e 'Oh Land of Ours - Al Andalus' junto com outros temas mais antigos. Tivemos a presença de Mafalda Redondeiro (a Muffy de Karbonsoul) em dois temas e 'Mead of Poetry' foi cantada por Ruben Almeida, o antigo vocalista da banda. 

No fim o palco foi partilhado com todos os convidados no tema 'Thirteen Days' numa autêntica festa a que Gwydion já nos habituou.
Podemos dizer, por estes novos temas, que a banda deu mais um passo na sua evolução, mantendo o folk/ viking metal e a inspiração nos momentos épicos e batalhas, mas com um “cheirinho” de death metal.

Skoll !!!

Texto: Margarida Salgado
Fotos: Nuno Santos (todas as fotos aqui)

Veja também: