26/08/2016

Moonspell trabalham num novo EP, inspirados no Terramoto de Lisboa de 1755

A Spark TV, que faz parte de uma revista mensal checa, fez no passado dia 24 de Agosto 2016, uma entrevista com os portugueses Moonspell e a Spark  revelou que estes se preparam para uma nova edição, em formato EP.
Assim após a transcrição da entrevista e partilha pela BLABBERMOUTH.NET demos conta desta novidade e vamos traduzir o mais relevante da notícia pubicada, mostrando também o vídeo da referida entrevista, realizada pela Spark TV.




Os Moonspell estão já trabalhar nos temas e são sem dúvida bastante atuais na Europa, devido aos recentes acontecimentos em Itália pois a banda recorda neste EP, o Terremoto de Lisboa, de 1 de novembro de 1755.

Terremoto em Lisboa, 1 novembro 1755, foto by unknown
A banda continua a trabalhar como sempre e ainda andam na estrada a promover o seu último álbum Extinct lançado o ano passado. Fernando Ribeiro diz que nestes últimos tempos, percebeu que tinha de fazer qualquer coisa completamente diferente do que nos tem apresentado até agora e resolveram fazer esta experiência em formato de EP mais conceptual.
Terá, eventualmente, 5 temas e a bateria já está gravada, dando a entender também que poderiam relaxar na praia e fazer uma pausa depois dos últimos eventos em que têm participado , mas refere que 'não faz muito o género da banda e preferem lançar-se para estudio e iniciar já as gravações'.
Assim  Fernando Ribeiro explica que será um EP totalmente cantado em português, com um tema fortíssimo e parte da nossa memória colectiva.


A ideia de cantar em português não tem de ser explicada, muitas bandas o fazem e o conceito não é novo mas para os fans de todo o mundo será com certeza uma deliciosa surpresa e uma marca nova na carreira dos Moonspell, que é essencialmente cantada em inglês e é assumidamente, a língua preferida da banda.

O vídeo explica melhor o porquê da escolha deste tema trazendo uma subliminar mensagem de esperança e da força do renascimento das cinzas, depois de uma tragédia destas, a cidade que passou de uma sociedade degradante e em declínio para uma Lisboa mais moderna e virada para a mudança, depois da reconstrução.

Marquês de Pombal, foto by unknown

Por isso, cantar em português e neste caso num modo mais metal do que gótico, faz todo o sentido neste trabalho a ser lançado em 2017.. Fernando diz também 'eu praticamente não canto só grito pois a expressão de um terremoto é isso mesmo, mais brutal'.










Vejam o vídeo da entrevista da Spark TV aqui


Entretanto, actuaram ontem nas Festas de Corroios. Deixamos aqui alguns dos momentos:





Também hoje faz 42 anos o vocalista Fernando Ribeiro, ao qual aproveitamos para dar os parabéns!
 Festa de aniversário em Corroios

Texto: Stanana
Fotos/Videos (Corroios) : Nuno Santos

Veja também: