15/07/2015

Última chamada para o Resurrection Fest: antevisão e informações importantes de última hora


Há muito tempo que o Resurrection Fest é só por si um motivo para meter a mochila às costas e seguir rumo à simpática vila de Vivero, algures na Galiza. No entanto, para que não escape aos mais distraídos, a Songs for the Deaf Radio (que estará mais uma vez presente no festival ) deixa-vos algumas das razões que fazem desta edição mais uma a não perder.
E que tal começar por dizer que esta é já a 10ª ? Um número redondo como este tem de ser celebrado em grande e como tal não faltarão VIPs como Lemmy Kilminster (Motorhead), Jonathan Davis (Korn), Zakk Wylde (Black Label Society) e Max Cavalera (Soulfly) que com as suas bandas no palco principal irão certamente deixar a sua marca.

Mas porque este é um festival de plena fartura, o que não faltam são pratos para todos os gostos num autêntico rodízio de sabores :
Para os apreciadores de um death metal melódico nomes como In Flames e Children of Bodom são um bom argumento, mas os históricos Cannibal Corpse não permitem que se aligeire em demasia um festival que se quer de peso. Tal como na passagem por Lisboa, serão acompanhados pelos Suicide Silence num momento repleto de simbolismo, abrindo um novo capítulo pós-Mitch Lucker num festival onde a sua perda se fez sentir bastante.

É sabido que as origens do Resurrection Fest estão enraizadas no hardcore, com todas as suas vertentes, e esse peso histórico nunca fica de fora. Biohazard passarão de headliners a um belo presente de oferta aos campistas mais entusiastas que marcarão presença um dia antes do certame. Terror e Comeback Kid são dois dos nomes mais sonantes do Ritual Stage mas são os suecos Refused que encabeçam o Main Stage no primeiro dia. O concerto que deram por cá, fora do habitat natural, no Optimus Alive imagine-se, pode apenas ser descrito como demolidor. Imagine-se como será com um público rendido pela sua influência.

O Punk, o Thrash e até mesmo o Crossover, serão géneros demonstrados por nomes clássicos como Anti-Nowhere League, Nuclear Assault e D.R.I., assim como Toxic Holocaust e Iron Reagan prometem fazer-nos suar!
Os The Exploited, que recentemente passaram pela Republica da Música, vão mais uma vez meter em polvorosa a multidão com os seus hinos de rebelião, e mosh será coisa que não vai faltar com Heaven Shall Burn ( que irão passar pelo Vagos Open Air ainda este ano ).

A representar as cores mais sombrias do espectro metaleiro teremos nada mais nada menos que Dark Funeral, Ne Obliviscaris e os históricos Behemoth, que pelo que assistimos há quase um ano, estão em grande forma!

Esta é também uma oportunidade de ver alguns dos melhores projectos da terra de nuestros hermanos, como Toundra e Berri Txarrak, mas de Portugal também teremos os nossos Borderland, que assim vão dar mais um passo importante na sua carreira, e os já bem internacionais Moonspell com Extint na bagagem.

Cabe aos industriais Fear Factory (que já marcaram data no Paradise Garage no final do ano) meterem o ponto final naquela que será a maior maratona deste verão.

E como se não bastasse, ainda teremos sessões de autógrafos, exibições de motocross, os famosos shots Jaggermeister, bandas de tributo a Deftones, Foo Fighters e System of a Down ( com os também nossos Abaixo Cu Sistema) e reinará a boa disposição que vem de todos os cantos desta bela Península Ibérica.
Se há sítio a ir este fim-de-semana, é sem dúvida alguma, o Resurrection Fest.
A Songs for the Deaf Radio lá estará para vos contar tudo!


ALTERAÇÕES DE ÚLTIMA HORA

Devil Sold His Soul e The Algorithm juntam-se ao cartaz após os cancelamentos forçados de Periphery e Darkest Hour, que decidiram cancelar as suas actuações no Resurrection Fest. Tambem Blaze Out actuarão como after-party do último día do festival fazendo versões de Metallica e Iron Maiden.

RESUCAMP / ZONAS DE CAMPISMO (clicar nas imagens para detalhe):



HORÁRIOS DE ACTUAÇÃO / SESSÕES DE AUTÓGRAFOS

http://www.resurrectionfest.es/horarios/





Os bilhetes estão actualmente à venda por 89 Eur aqui.
Há uma excursão de Lisboa organizada pela Hell Xis aqui.

Veja também: