16/12/2014

Estreia | Nova música dos Low Torque em exclusivo (com entrevista)

Quem nos segue já terá certamente ouvido falar deles, ou mesmo visto alguma das suas live performances que pontualmente registamos e publicamos no Youtube. 
Falamos dos Low Torque, banda de stoner rock proveniente de Palmela, que anunciou recentemente o lançamento do seu novo álbum.
'Croatoan', com selo de qualidade Raging Planet e Raising Legendsserá o segundo álbum da banda,  depois do bem sólido 'Low Torque' de 2012, e terá como propósito a afirmação da sonoridade deste quarteto de rock musculado, como se pode perceber imediatamente após a audição de duas malhas novas já tocadas ao vivo e da primeira faixa deste álbum disponibilizada em stream audio, Rougarou”. Conhece agora a nova "Sasquatch" e sabe tudo na entrevista seguinte.
NOVO SINGLE | É assim, e com o maior prazer, que temos a oportunidade de estrear aqui (em exclusivo), o novo single "Sasquatch", segundo avanço de Croatoan, álbum com lançamento marcado para 13 de Fevereiro de 2015. 



ENTREVISTA | É com esse pretexto que lançamos o repto à banda, que através do vocalista Marco Resende nos respondeu a várias questões sobre o percurso dos Low Torque e também sobre o que aí vem neste novo disco:

SFTD Radio: Viva, e antes de mais queria agradecer em nome da SFTD a oportunidade para estrearmos aqui o vosso novo single. E era deste trabalho, que está envolto ainda em mistério, que queríamos levantar um pouco o véu. Tendo passado já dois anos sobre o álbum de estreia, e com inúmeras actuações entretanto, como descrevem essa experiência e como definem os Low Torque actualmente?

Low Torque (Marco):  Olá Nuno. É com um enorme prazer que mais uma vez temos uma parceria com a SFTDR, é uma ligação muito especial para nós porque vocês acompanham e apoiam LOW TORQUE desde o principio, desta vez contamos com a vossa colaboração para a apresentação exclusiva do nosso segundo single, “SASQUATCH”, do nosso segundo álbum, “CROATOAN”.
É como disseste, já passaram dois anos desde a apresentação do nosso primeiro álbum, e pelo meio muitos km de estrada, muitos palcos, muitas experiências positivas, apesar de menos concertos durante o ano de 2013 porque queríamos acima de tudo fazer este novo álbum. Está feito, estamos muito contentes, e ansiosos para partilhar este nosso novo trabalho nos palcos.
SFTD:  Poderemos esperar a transposição desse crescimento (como testemunhámos ao vivo) para o novo disco. Vai haver mudanças na sonoridade? 

Low Torque: A maturação da nossa sonoridade é o resultado destes últimos anos de trabalho de banda, em estúdio e em palco. Se é mais pesado, mais elaborado, mais suave ou mais agressivo é algo com que não nos preocupamos muito, aquilo que temos é o resultado do que fomos absorvendo das experiências que tivemos nos últimos anos, como pessoas e como banda, contrariar isso não seria natural, e não iria sair um trabalho nada positivo certamente. A nossa estabilidade como banda proporcionou a facilidade com que o trabalho de composição e gravação foi realizado, infelizmente por diversos motivos não o fizemos com a rapidez com que gostaríamos de o ter feito, mas o que interessa é o resultado final. Tentamos manter tudo simples, sem complicar, mantendo sempre o objectivo principal, divertirmo-nos com aquilo que criamos, e estamos mais que satisfeitos com este novo trabalho.


SFTD: Falemos então mais em pormenor deste trabalho. Achei o artwork da capa fantástico, desde a inspiração no imaginário dos filmes série B ao pormenor de simular uma capa de um (bastante usado) disco de vinil. Estão a querer transpor os ouvintes para um outro tempo, talvez mais místico? 


Low Torque: O artwork é mais uma vez um trabalho fantástico do nosso amigo Nuno Ribeiro Silva, que já tinha feito o artwork do nosso primeiro álbum, e mais uma vez conseguiu entender o conceito idealizado para este álbum na perfeição. O álbum é uma mistura de mistério e terror, algo de que somos grandes fãs a nível de cinema, onde já foram feitos muitos filmes sobre alguns dos personagens intervenientes nas musicas, e o Nuno conseguiu fazer essa ponte de uma maneira brilhante, entre cinema e musica. Estamos muito contentes com o resultado, até agora só partilhámos a capa, mas as opiniões têm sido extremamente positivas.

SFTD: "10 histórias monstruosas", reza a capa. Primeiro saiu 'Rougarou' (criatura lendária que deu origem ao lobisomem), agora 'Sasquatch' (vídeo acima), outro monstro lendário. Vejo aqui um padrão? Fala-nos do conceito por trás de "Croatoan" 

Low Torque: Antes sequer de gravarmos o primeiro álbum já sabíamos que esta temática iria fazer parte de um trabalho nosso. Como já referi somos grandes fãs deste tipo de cinema, deste tipo de temas, aliás, quando entrei para LOW TORQUE acabámos a noite a beber umas cervejas e a falar de histórias e filmes de terror. Somos apaixonados pelo mistério, pelo oculto, pelas lendas que vão passando de geração em geração. Uma das lendas que nos cativou mais foi a “CROATOAN”, pelo simples facto de não se saber o que raio se passou com aquela colónia. No meio de uma das nossas típicas conversas chegámos à conclusão de que seria bastante divertido e interessante criar um álbum à volta desta lenda, falando de “monstros” que poderiam estar envolvidos neste mistério e de outros personagens que sempre nos fascinaram, algo que envolveu muita pesquisa de forma a explorar cada personagem de uma forma única, e da forma mais assustadora possível. “Sasquatch” é e sempre foi um dos nossos favoritos, e essa música deu-nos um gozo enorme, esperamos que gostem também.

SFTD: A edição do disco está marcada "apenas" para Fevereiro. Estratégia para criar "ansiedade" ou ainda há muito para fazer até lá?

Low Torque: A ansiedade é boa, ajuda a criar ambiente à volta de um trabalho que só por si já carrega uma energia muito especial. Acima de tudo temos muita coisa para fazer ainda, estamos a marcar as datas de apresentação do álbum, tanto cá como no estrangeiro, mas de todas as datas possíveis para o lançamento deste trabalho julgo que nada melhor que uma sexta feira 13, e a primeira do ano é em Fevereiro, pareceu-nos perfeito.

SFTD: Agradecemos mais uma vez a vossa disponibilidade e ficamos à espera de mais novidades, bem como aguardamos ansiosamente pelos concertos de lançamento deste disco.

Low Torque: Obrigado nós mais uma vez por todo o apoio da vossa parte. Até breve



Este foi o primeiro avanço "Rougarou":




Veja também: