09/08/2012

[Entrevista] Alcoolémia celebram 20 anos de carreira com concerto na Amora

Os Alcoolémia são uma banda portuguesa proveniente da Amora, criada no ano de 1992. Após várias alterações na sua formação, neste momento podemos contar com João Beato na voz, Pedro Madeira na guitarra e na voz, Manelito também na guitarra e na voz, Carlos Cardoso no baixo e Ivo Martins.





Após 20 anos e vários concertos com bandas nacionais e internacionais ainda os podemos ver actuar por todo o território nacional, além de estarem a preparar-se para o lançamento do seu 5.º álbum.

No próximo dia 15 de Agosto irão celebrar os seus 20 anos de carreira com um concerto nas Festas da Cidade de Amora, que será o início da Tour dos seus 20 anos, que contará com algumas participações especiais : Carlos Sousa (Saxofone), Covas Frazão (guitarrista e voz de Sicksin e Re-Censurados) e Tó Pica (guitarrista de Ramp e Anti-Clockwise).



Com a proximidade deste evento tão importante na sua carreira, tivemos o privilégio e o prazer de uma pequena conversa/entrevista com o baixista Carlos Cardoso e com o guitarrista e voz Manelito :

Songs for the Deaf Radio - Com mais de 600 concertos, várias participações em programas de rádio e nas televisões, duas demos, alguns singles em colectâneas, 4 álbuns editados e o 5.º a caminho, como definem os 20 anos de Alcoolémia?

Carlos Cardoso - São 20 anos de perseverança, coragem, atitude, genuidade e humildade.

Manelito - Foi um percurso positivo sem dúvidas, desde 1992 que iniciamos a nossa carreira, sem nunca termos parado, é com um enorme orgulho que vejo os Alcoolémia a entrarem para esse pequeno lote de bandas que o conseguiram atingir e sermos conhecidos a nível nacional, o termos partilhado palco com grande parte das bandas de topo Portuguesas, o termos tocado nos palcos mais emblemáticos espalhados por todo o País, o termos tido o privilégio de gravar com grandes produtores, em grandes estúdios, os nossos álbuns editados por editoras conceituadas, o privilégio de termos trabalhado com bons agentes e acima de tudo o carinho que o nosso público nos dá, tudo isso somado só podia dar positivo.

SFTD Radio - Qual a música que na vossa opinião define mais os Alcoolémia e porquê?

Carlos Cardoso - "Há quanto tempo ando aqui", define as dificuldades passadas ao longo destes anos para manter a banda activa.

Manelito - Para mim é a "Não sei se mereço", para além de ser o nosso tema mais conhecido, e com o qual nos identificamos mais pela letra em si, por entre as quadras escritas no tema, estão descritas as nossas humildes origens, os nossos problemas, as nossas dificuldades após não termos completado os estudos, o ter que ir trabalhar para conseguir ter algo que os nossos pais não nos conseguiam dar, aliás a triste realidade de muitos adolescentes naquela década de 90 e que se identificaram prontamente com tema.

SFTD Radio - Depois de terem comemorado o 10.º Aniversário nas Festas da Cidade de Amora, o que significa para vocês a comemoração do vosso 20.º Aniversário também no mesmo local?

Carlos Cardoso - Bom filho a casa torna, tocar na nossa zona tem um sabor especial, não só para a banda mas também para os fãs que nos acompanham desde o primeiro dia.

Manelito - É a nossa casa, a cidade que nos viu nascer, pois foi onde fizemos o nosso primeiro espectáculo numa semi-final do Seixal Rock precisamente no dia 14 Agosto de 1992, onde fizemos outros espectáculos memoráveis numa sala carismática também na Amora a S.F.O.A., onde vivemos excelentes momentos de partilha com o nosso público. Posteriormente nas Festas Populares da Amora tivemos o privilégio de comemorar lá, entre outros, o nosso 10º aniversario e agora iremos comemorar o nosso 20º. É uma cidade talismã para nós, onde somos sempre recebidos com um enorme carinho por parte de todos os elementos da Junta de Freguesia da Amora e respectiva Presidência.

SFTD Radio - O que podemos esperar com o novo álbum que vem a caminho?

Carlos Cardoso - Rock actual, genuíno, agressivo e orgulhosamente português.

Manelito - Estamos muito entusiasmados com este novo material até porque vamos gravar este 5º álbum com o nosso novo vocalista João Beato que nos permite fugir um pouco da sonoridade dos Alcoolémia e ir para outras sonoridades que até aqui eram impensáveis para a banda, para além de neste momento termos o melhor line-up de músicos que alguma vez tivemos e que vai fazer diferença.
Voltando agora outra vez ao nosso novo vocalista João Beato para além de letrista também compõe a nível musical e que em conjunto com o nosso guitarrista/produtor Pedro Madeira tem funcionado bem, e que nos está a deixar a todos os elementos da banda um bom presságio para o futuro que se avizinha.
Este 5º álbum vai ser o nosso álbum mais Rock de todos, e que entre alguns singles rock, de preferência de outros elementos, eu destaco outro, um tema acústico que em princípio irá ter por título "Palma da mão", que não me canso de ouvir.

SFTD Radio - Sendo os Alcoolémia uma banda prestes a completar duas décadas de existência, que conselhos dariam às novas bandas que têm aparecido em território nacional?

Carlos Cardoso - Apesar do panorama estar cada vez mais complicado para as novas bandas, as tecnologias estão cada vez mais acessíveis o que faz com que a desistência e o derrotismo não sejam opções.

Manelito - Apesar de muita banda pensar que hoje em dia é mais fácil entrar no meio musical, porque existe a Internet, Redes Sociais onde se podem auto promover, devo lembrar que existem centenas de bandas com o mesmo pensar e algumas já com muita qualidade, portanto tentem fazer o vosso melhor, não se contentem em ficar pelo medianíssimo, e apostem forte, pratiquem no vosso instrumento, tentem aprender música, temos cada vez mais pessoas credenciadas no ensino musical, quando sentirem que estão num bom nível com a banda invistam a gravar num estúdio, com um produtor que consiga extrair todo o potencial da banda, procurem um manager, uma agência, para poderem sobressair na altíssima concorrência que existe nos dias de hoje por todo o país, em qualquer género musical.
O público de hoje tem muita oferta de diversão nocturna, e nem sempre procura bandas de originais ou música ao vivo, aliás cada vez menos se vê público em espectáculos de bandas de garagem, e as vezes é preciso fazer um cartaz de 5 a 6 bandas para se conseguir meter 100 pessoas numa sala fechada, mesmo com preços baixos na entrada e as bandas a tocarem quase só pelas despesas.

Entrevista por Ana Santos
___________________________________________________

E para terminar aqui fica o convite formal da banda:

Para quem tenha curiosidade em saber um pouco mais sobre os Alcoolémia pode aceder aos seguintes links:
https://www.facebook.com/alcoolemia.alcoolemia
https://www.facebook.com/alcoolemiarock
http://palcoprincipal.sapo.pt/alcoolemia
www.myspace.com/alcoolemia

Alcoolémia : Não Sei Se Mereço

 
Alcoolémia - Há Quanto Tempo Ando Aqui

Veja também: